H1N1 Influenza A

Influenza A (H1N1) é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A.

A gripe ocorre durante todo o ano, mas é mais frequente nos meses do outono e do inverno, quando as temperaturas caem, principalmente no sul e sudeste do país.

O vírus Influenza A pode causar dois quadros clínicos: O de Síndrome Gripal (SG) e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Sendo o segundo considerado mais grave podendo levar a morte. Daí a importância de evitarmos ao máximo o contágio pelo vírus influenza.

Orientações do Ministério da Saúde

Para redução do risco de adquirir ou transmitir doenças respiratórias, orienta-se que sejam adotadas medidas gerais de prevenção. Os profissionais de saúde devem realizar ações voltadas para educação em saúde, junto às instituições e comunidades em que atuam, de forma que cada indivíduo tenha conhecimento sobre as principais medidas de precaução e controle de infecção.

 

Porque foi chamada de Gripe Suína?

A gripe suína teve o nome associado ao porcos devido a combinação de algumas variantes do vírus influenza encontrada em porcos, aves e humanos.

Normalmente uma combinação afeta apenas um animal, em outros afetam mais que uma espécie. Este caso afeta de modo mais intenso o ser humano.

Como a variante mais ativa era o influenza suína, a este foi associado o nome da gripe.
Porém, a combinação não se originou nos suínos, ao menos nada foi provado neste sentido.

Gripe Influenza A (H1N1)

O que é?

É uma doença respiratória aguda (gripe), causada pelo novo subtipo do vírus Influenza A (H1N1), um subtipo do vírus da gripe comum.

Principais Sintomas

Os sintomas da gripe H1N1 são similares aos de outros tipos de gripe:

  • Febre igual ou superior a 37,8ºC, com aparição repentina
  • Dor de cabeça forte
  • Tosse
  • Falta de apetite
  • Dores musculares e nas articulações
  • Irritação dos olhos e fluxo nasal
  • Vômitos e diarréia

 

 

Formas de Transmissão

O período de incubação da influenza A dura de um a quatro dias. A transmissibilidade em adultos ocorre principalmente 24 horas antes do início dos sintomas e dura até três dias após o final da febre. Nas crianças pode durar em média 10 dias, podendo se prolongar, por mais tempo em pacientes imunossuprimidos.

Assim como a gripe comum, a influenza A é facilmente transmitida, principalmente, por meio de gotículas eliminadas de tosse, espirro e de secreções respiratórias de pessoas infectadas.

♦ O vírus também pode ser transmitido pelo contato das mãos com secreções respiratórias. Se as mãos NÃO forem lavadas, haverá transmissão:
» Pelo contato direto com outras pessoas » aperto de mãos
» Ou indireto » tocar em superfícies contaminadas.
Veja → Higienização das Mãos em Serviços de Saúde

♦ As pessoas que tiveram contato com vírus através das mãos, ao tocarem a boca, nariz e olhos, facilitam a penetração do vírus no organismo.

♦ Outro fator de contagio é a aglomeração de pessoas em ambientes fechados, que facilita a disseminação da gripe.

Como Prevenir para Não pegar Gripe

  • Lavar bem as mãos freqüentemente com água e sabão;
  • Cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar;
  • Pessoas com qualquer gripe devem evitar ambientes fechados e com aglomeração de pessoas;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • EVITAR tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies;
  • EVITAR aglomerações e ambientes fechados;

Fatores de risco para Complicações por Influenza

♦ Idade: inferior a dois ou superior a 60 anos de idade;

♦ Imunodepressão: por exemplo, pacientes com câncer, em tratamento para aids ou em uso regular de medicação imunossupressora;

♦ Condições crônicas: por exemplo, diabetes mellitus; cardiopatias (ex: pressão alta), doenças renais crônicas e outras;

♦ Gestação, mulheres grávidas têm alto risco de complicações.

Vacinação

A vacinação anual contra influenza é uma das medidas utilizadas para se prevenir a doença, porque pode ser administrada antes da exposição ao vírus e, é capaz de promover imunidade efetiva e segura durante o período de circulação sazonal do vírus. Para mais informações, acesse o informe técnico da Campanha Nacional contra Influenza 2013, disponível no link: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/informe_tecnico_campanha_influenza_2013_svs_pni.pdf

Tratamento

É muito importante evitar a automedicação.

Assim como os antibióticos o uso destes medicamentos sem orientação médica e de forma indiscriminada pode facilitar o aparecimento de cepas resistentes à medicação.
Os princípios ativos fosfato de oseltamivir e zanamivir, presentes em no antigripais Tamiflu e
Relenza respectivamente, e já utilizados no tratamento da gripe aviária, têm-se mostrado eficazes contra o vírus H1N1, especialmente se ministrados nas primeiras 48 horas, que se seguem ao aparecimento dos sintomas. Fonte: http://drauziovarella.com.br/letras/g/gripe-h1n1/
Têm indicação para o tratamento medicamentoso Todos os indivíduos que apresentarem Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e fator de risco para agravamento, de acordo com avaliação médica.
O MEDICAMENTO PARA A GRIPE É FORNECIDO GRATUITAMENTE PELO SUS.
O PACIENTE TEM DIREITO DE ADQUIRI-LO DESDE QUE COMPROVADA A DOENÇA OU O RISCO DE AGRAVAMENTO E PORTANDO A PRESCRIÇÃO MÉDICA.

Pesquisando na internet encontrei vários infográficos e imagens com informações sobre a Gripe H1N1.

Estão separados em categorias:
♦ Material oficial 2013 do Ministério da Saúde-MS Brasil;
♦ Informações Gerais;
♦ Informações sobre como se Prevenir da Gripe, Evitar pegar a Gripe.

♦ Material Influenza 2013 disponíveis para download pelo Portal da Saúde SUS – Ministério da Saúde Brasil

    

» Campanha do Governo do Estado de Minas Gerais

 

 

♦ Informações Gerais sobre Gripe H1N1 (Alguns ainda usando a denominação de gripe suína)

 
 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1

♦ Precauções para não pegar a Gripe – Como Evitar pegar a Gripe

 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1  Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1  Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 Influenza A - H1N1 

 Para Saber Mais e Fontes

Protocolo de Tratamento de Influenza 2013 do Ministério da Saúde

 

Arquivo em PDF
♦ Site do Portal da Saúde onde tem o arquivo em PDF acima→ Protocolo de Tratamento de Influenza – 2013

♦ Infográficos sobre o Influenza A no próximo artigo.
Gripes e Resfriados como Tratar e Prevenir

Links Importantes

ORIENTAÇÕES SOBRE OS CASOS DE SÍNDROME GRIPAL E SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE COM ÊNFASE EM INFLUENZA em PDF – Governo de Minas
PROTOCOLO DE MANEJO CLÍNICO DE SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE – SRAG em PDF – Ministério da Saúde
Influenza A (H1N1) – Sociedade Brasileira de Infectologia
Video da Campanha do Governo de Minas com muitas informações úteis sobre o influenza.

Deixe o seu Comentário