Fique Atento ao Cadastrar os Medicamentos Controlados no SNGPC

Atualmente, ao informar a entrada de cada medicamento ou insumo no sistema (inventário inicial ou primeira entrada), o Responsável Técnico deve informar  no arquivo XML se o medicamento ou insumo se trata de antimicrobiano ou  sujeito a controle especial (Portaria 344/98). A informação incorreta da classe terapêutica ocasiona problemas com a validação de arquivos enviados posteriormente, como na validação das datas de validade da receita.

Por isso você deve ficar muito Atento a todas as informações no momento de incluir novos medicamentos em seu sistema de gerenciamento de medicamentos controlados inclusive às CLASSES TERAPÊUTICAS cadastradas para os medicamentos controlados na Farmácia onde você trabalha.

sngpc-classe-terapeutica

Os sistemas que fazem o gerenciamento dos medicamentos controlados nas farmácias e drogarias já devem estar configurados para definir:
  • ANTIMICROBIANOS → CLASSE TERAPÊUTICA 1
  • CONTROLE ESPECIAL → CLASSE TERAPÊUTICA 2
Se um medicamento sujeito a controle especial (classe terapêutica 2) for registrado incorretamente no SNGPC como sendo um antimicrobiano ( classe terapêutica 1), a saída do produto em data posterior a 10 dias da prescrição irá gerar uma mensagem de erro, ou seja, o arquivo não será aceito pelo sistema.
Nestes casos, a única forma de corrigir o problema seria a finalização do inventário para ajuste, corrigindo assim a classe terapêutica do medicamento ou insumo.

A equipe do SNGPC proporcionou uma evolução no sistema a partir de 15/08/2016 que detecta se a classe terapêutica está correta ou não no momento do envio do inventário de forma a evitar erros posteriores e finalizações de inventários desnecessárias.

Se o SNGPC detectar erro nas classes terapêuticas dos medicamentos cadastrados no momento do envio do inventário a mensagem abaixo indica um possível erro na informação da classe terapêutica:
MEDICAMENTO – ENTRADA: Não é possível inserir classe terapêutica distinta para o medicamento (1.1111.1111.111-1 – BBBBBBBB).

Neste contexto, o objetivo desta evolução no SNGPC é permitir que o sistema valide adequadamente os marcadores de classe terapêutica 1 e 2, alertando ao Responsável Técnico, de forma antecipada, sobre o erro na classe terapêutica. Desta forma, ajustes de inventários por este tipo de erro serão evitados.

A partir do dia 15/08/2016, esta evolução no sistema está sendo implementada no SNGPC e portanto, caso haja tentativa de envio de algum arquivo XML, a partir desta data, contendo a classe terapêutica incorreta, uma mensagem de erro será apresentada e o arquivo não será aceito. A classe terapêutica deve ser corrigida no arquivo e um novo envio deve ser feito.

Fonte: http://www.anvisa.gov.br/sngpc/130716.html

 

1 COMENTÁRIO

Deixe o seu Comentário