Aprenda sobre a Dengue e Previna-se

Com a epidemia de Dengue todos os profissionais de saúde devem se informar para saber orientar a população sobre esta doença que já matou milhares de pessoas.

No artigo anterior Campanha de Combate à Dengue 2012 / 2013 divulguei a campanha de Combate a Dengue do governo federal e por meio de links com informações sobre a doença.

Encontrei este material no computador da drogaria onde trabalho, quando estive há uns 2 anos atrás, criando um panfleto para distribuir com informações sobre a dengue.
Resolvi publicar estas informações aqui para enriquecer o conteúdo e chamar a atenção da IMPORTÂNCIA de combater esta doença que MATA.

No final deste artigo o panfleto que criei está disponível em PDF para você baixar e fazer a sua parte orientando a população.

O Vírus da Dengue

O vírus da dengue é transmitido pela picada da fêmea do Aedes aegypti, um mosquito diurno que se multiplica em depósitos de água parada acumulada nos quintais e dentro das casas.

Existem 4 tipos diferentes desse vírus: os sorotipos 1, 2, 3 e 4. Todos podem causar as diferentes formas da doença.


A dengue pode se manifestar de várias formas dentre elas a Dengue Clássica, Hemorrágica e Com complicações.

A) Dengue Clássica

a) Nos Adultos
A primeira manifestação é a febre, geralmente alta (39º a 40º), de início abrupto, associada à dor de cabeça, prostração, dores musculares, nas juntas, atrás dos olhos e exantema (vermelhidão no corpo) que pode ser acompanhado de prurido (coceira).
Num período de 3 a 7 dias, a temperatura começa a cair e os sintomas geralmente regridem, mas pode persistir um quadro de astenia durante algumas semanas.
b) Nas Crianças
Geralmente se inicia com febre alta acompanhada de sintomas inespecíficos: apatia, sonolência, recusa da alimentação, vômitos e diarréia. O exantema pode estar presente ou não.
Nos menores de 2 anos, as dores podem manifestar-se por choro intermitente, irritabilidade, apatia e recusa de líquidos, que pode agravar a desidratação.

B) Febre hemorrágica da dengue (FHD)- Dengue Hemorrágica

As manifestações iniciais são as mesmas da forma clássica, até que ocorra remissão da febre, entre o terceiro e o sétimo dia, quando aparecem as manifestações hemorrágicas (espontâneas ou provocadas). O hemograma mostra que as plaquetas caem para menos de 100 mil/milímetro cúbico) e a pressão arterial pode baixar.

C) Dengue com Complicações (DCC)

É todo caso que não se enquadra nas duas formas anteriores, dado o potencial de risco evidenciado por uma das seguintes complicações: alterações neurológicas, sintomas cardiorrespiratórios, insuficiência hepática, hemorragia digestiva, derrame pleural, hemograma com glóbulos brancos abaixo de 1.000 e/ou plaquetas abaixo de 50 mil.

Principais Sintomas

Cartão de Identificação do Paciente com Dengue

A dengue é uma doença dinâmica que pode evoluir rapidamente de uma forma para outra. Assim, num quadro de dengue clássica, em dois ou três dias podem surgir sangramentos e sinais de alerta sugestivos de maior gravidade.

Por essa razão, o Ministério da Saúde recomenda que os pacientes ambulatoriais retornem ao Posto de Atendimento para reestadiamento. Recomenda, ainda, que, depois da primeira consulta, os médicos preencham o “Cartão de Identificação do Paciente com Dengue”.

Nesse cartão, devem constar: identificação, unidade de atendimento, data de início dos sintomas, medição da pressão arterial, prova do laço*, alguns dados do exame de sangue (hemograma), sorologia para dengue (resultado do exame de sangue específico para a dengue), orientação sobre os sinais de alerta, na presença dos quais o paciente deverá retornar com urgência e o local de referência para atendimento dos casos graves na região.

»Prova do laço

A Prova do laço deve ser realizada na triagem, obrigatoriamente, em todo paciente com suspeita de dengue e que não apresente sangramento espontâneo.
A prova deverá ser repetida no acompanhamento clínico do paciente apenas se previamente negativa.

Procedimento:
• Verificar a pressão arterial e calcular o valor médio pela fórmula (PAS + PAD)/2; por exemplo, PA de 100 x 60 mmHg, então 100+60=160, 160/2=80; então, a média de pressão arterial é de 80 mmHg.
• Insuflar o manguito até o valor médio e manter durante cinco minutos nos adultos e três minutos em crianças.
• Desenhar um quadrado com 2,5 cm de lado no antebraço e contar o número de petéquias formadas dentro dele; a prova será positiva se houver 20 ou mais petéquias em adultos e dez ou mais em crianças; atenção para o surgimento de possíveis petéquias em todo o antebraço, dorso das mãos e nos dedos.
• Se a prova do laço apresentar-se positiva antes do tempo preconizado para adultos e crianças, a mesma pode ser interrompida.
• A prova do laço frequentemente pode ser negativa em pessoas obesas e durante o choque.

• A prova do laço é importante porque avalia a fragilidade capilar e pode refletir a queda do número de plaquetas. Ela pode ser a única manifestação hemorrágica da febre hemorrágica da dengue ou dos casos mais complicados da doença.

Diagnóstico e Tratamento da Dengue

Suspeitar de dengue em todo caso de doença febril aguda com duração máxima de 7 dias, acompanhada de dois dos seguintes sintomas, associados ou não a hemorragias:
♦ dor de cabeça;
♦ dor atrás dos olhos;
♦ dores musculares;
♦ dores nas juntas;
♦ prostração;
♦ vermelhidão no corpo.

Além desses sintomas, o paciente deve ter estado nos últimos 15 dias em área com casos de dengue ou em que existam mosquitos Aedes aegypti.

O diagnóstico é essencial para avaliar a gravidade do caso e orientar o tratamento. De acordo com a gravidade, os casos costumam ser divididos em 4 grupos:

Para Complementar o Conteúdo

Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue – PDF
Plano de Contingência Dengue – Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais – PDF
♦ Diagnóstico e Conduta do Paciente com Suspeita de Dengue – PDF
♦ Dengue diagnóstico e  manejo clínico adulto e criança – PDF
Dengue manual de enfermagem adulto e criança – PDF
♦ Dengue Diagnóstico e Manejo Clínico FUNASA – PDF

Panfleto feito por mim para distribuir na drogaria onde trabalhei.

Fontes:
•http://drauziovarella.com.br/wiki-saude/dengue-quadro-clinico-diagnostico-e-tratamento/
•http://www.educacional.com.br/reportagens/dengue/comosei.asp
•http://www.anatel.com.br/dica-dengue.htm
•http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/denguevideoconferencia120210.pdf
Fontes Imagens:
•http://cap21.blogspot.com.br/2012/04/focos-de-dengue-estao-concentrados-nas.html
•http://www.ligadecombateadengue.com/2012/03/novo-protocolo-do-ministerio-da-saude.html
•http://arrudabastos.blogspot.com.br/2011/03/hidratacao-pode-salvar-vida-de-quem.html
•http://www.telessaudesp.org.br/programa/dengue/

Deixe o seu Comentário